Televendas: 55 (11) 2601-1656
Insira seu número que a Travel Class liga para você!
Está com alguma dúvida ou
prescisa de mais informações?
Ligue para gente:
11 2601.1656
Solicite um orçamento

A Esplendorosa Dubai e o Mágico Sultanato de Oman

Dubai
A costa sudoeste do Golfo da Arábia foi freqüentada por comerciantes desde 3000 anos a.C, devido a sua proximidade a Mesopotâmia, local presumido do berço da civilização moderna. O abrigo proporcionado pelo "Creek" (uma entrada do mar que corta a cidade de Dubai) certamente foi aproveitado pelos comerciantes antes de passar pelo Estreito de Hormuz e entrar no mar aberto do Oceano Índico... e também pelos piratas que infestaram a região a ponto de ganhar o apelido "Costa dos Piratas".

A colonização de Dubai começou em 1833 quando uma tribo de beduínos se deslocou de um oásis no interior para o litoral e se dividiu em duas partes, a maior indo para Abu Dhabi e a menor indo basear-se ao lado do "Creek" em Bur Dubai.

Durante o restante do séc. XIX, Bur Dubai não passou de um vilarejo de pescadores, mergulhadores de perolas e comerciantes beduínos, indianos e persas. Em 1892, os ingleses fizeram acordos com os sheikhs da região, levando ao título semi-oficial de "Trucial States". Sheikh Maktoum de Dubai logo demonstrou o agora-lendário tino comercial de sua família oferecendo isenção de impostos para comerciantes que se basearam por lá; assim nasceu a Zona Franca de Dubai. Na virada do século, o vilarejo havia se tornado uma cidade de 10.000 habitantes.

O colapso da indústria de pérolas em 1929 iniciou uma fase de declínio que somente foi revertida quando Sheikh Rashid substituiu seu pai em 1939 e dedicou-se a aumentar a importância de Dubai como principal centro comercial da região.

O petróleo foi descoberto em 1966 e a exportação começou em 1969. Em 1971, os sete emirados até então conhecidos como "Trucial States" formalizaram uma federação e adotaram o título "Emirados Árabes Unidos". O resto é historia!

O Sultanato de Oman
Entre o 1º e 3º século (d.C.), a parte sul de Oman era uma das regiões mais ricas do mundo, devido ao comércio de seu incenso, considerado o mais puro do mundo.

A localização de Oman nas rotas mais importantes do comercio mundial, entre África, Ásia e Europa garantiu a sua importância estratégica aos portugueses que chegaram lá em 1507 com as viagens dos exploradores Vasco da Gama à procura do caminho para a Índia, e de Afonso de Albuquerque, com a conquista portuguesa de Goa, (1510) e Malacca (1511).

Muscat, na época, era uma cidade localizada numa pequena, porém bem protegida baia com duas antigas fortificações. As fundações destas fortificações foram aproveitadas pelos portugueses para construir as fortalezas Mirani e Jalali, ainda existentes.

Enquanto se caminha pela parte antiga da cidade, tendo a vista as torres dos fortes de Mirani e Jalali (São João) e, por extensão o Palácio Qasr al Alam, do Sultão Qaboos bin Said, somos levados a pensar na presença portuguesa ali e, em quase todo o lugar que estivesse no caminho dos mares que conduzia a Coroa Lusitana, no rastro de seus interesses mercantis, desde a faixa da Península Ibérica até as mais remotas partes da Ásia Ocidental.

Os portugueses somente se interessaram em ocupar partes estratégicas da costa e nunca tiveram intenções de controlar o interior do país. Conseqüentemente, os Omanis do interior conseguiram expulsar os portugueses em 1650. Esta data é considerada como início da independência do país, fazendo Oman o mais antigo estado independente da região.

Com a vitória dos Omanis sobre os Portugueses em Muscat, a frota da Marinha Omani foi atrás dos portugueses na Costa Leste da África. Os venceram em Zanzibar e Pemba e, em 1668, uma grande parte da costa já estava sob o controle do Sultão de Oman. Em 1698, após manter os portugueses cercados em Mombasa durante dois anos, os Omanis finalmente os expulsaram de vez da costa inteira (até a fronteira com Moçambique). Os Omanis efetivamente dominaram a Costa Leste da África (a parte que pertence hoje a Somália, Quênia e Tanzânia) a partir de 1698 sempre com ajuda dos Britânicos com quais os Omanis assinaram diversos tratados, obtendo proteção em troca da garantia das rotas do comércio dos britânicos na região.

O Sultão de Oman chegou a transferir a Capital do Oman de Muscat para Zanzibar em 1840, virando Sultão de Zanzibar e Oman, em reconhecimento da crescente importância de Zanzibar e o declínio do poder de Oman. Porém, em pouco tempo começaram brigas pelo poder entre familiares do Sultão, aumentando a probabilidade de uma Guerra Civil entre Zanzibar e Oman. O Sultão resolveu solicitar a arbitração dos Britânicos que, preocupados em manter a paz na região, declararam a separação dos dois países em 1861. Assim a presença dos Omanis no Leste da África terminou após quase 200 anos e o país de Oman mergulhou numa era, que duraria nada menos de 110 anos, de isolação quase total do resto do mundo.

Durante todo este tempo, o país de Oman vivia as vezes unido e as vezes dividido entre a parte costeira, Muscat, e o interior, Oman, dependendo da estima do Sultão de Muscat da época. O interior chegou a ter seu próprio soberano, o Iman.

O pai do Sultão atual, que assumiu em 1938, conseguiu se impor no interior (com a ajuda dos britânicos que queriam garantir estabilidade política na região), mas manteve o país isolado. Em 1965, o povo do estado de Dhofar, no interior, iniciou uma rebelião com apoio do governo do Iêmen do Sul e a recusa do Sultão de utilizar as receitas da exportação de petróleo para enfrentar a rebelião, levou seu filho - o atual Sultão Qaboos bin Said, na época com somente 30 anos de idade a liderar um golpe pacífico em 1970 e tomar o lugar do seu pai. Beneficiado com educação no exterior e com visões bem diferentes para o futuro de seu país, com a aplicação da renda da exportação de petróleo para o benefício do seu povo, Sultão Qaboos tirou Oman do isolamento e virou um líder forte e, ao mesmo tempo, benigno.

Em 38 anos, Sultão Qaboos transformou Oman num país moderno, porém com preocupação em preservar as antigas tradições. Muscat foi recentemente votada uma das três cidades mais limpas do mundo (ao lado de Cingapura e a cidade capital de Brunei).

Atrações
• Venha viver e se surpreender com a esplendorosa Dubai, a pérola do golfo da Arábia, situada nos Emirados Árabes, e o mágico e histórico Sultanato de Oman; • 8 noites em Dubai - uma antiga aldeia de pescadores num litoral de águas bem azuis e que, graças ao boom do petróleo e a sua zona franca, conseguiu transformar fantasia em realidade. Dubai ostenta hoje, com seus mega projetos futuristas, um dos maiores crescimentos no mundo do comércio e do turismo, aliando o sabor da Arábia ao estilo de vida cosmopolita; • 3 noites no fascinante Sultanato de Oman, país vizinho, com seu histórico e rico passado e diversos monumentos tombados pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade. Oman apresenta um grande contraste com a moderníssima Dubai; • Tempo disponível para visitar alguns dos shoppings mais deslumbrantes do mundo e antigos souks. • Uma viagem que certamente vai superar todas as suas expectativas e deixar você com muita vontade de voltar em breve!

Programa ↓
1º dia - Brasil
Comparecimento ao aeroporto internacional de São Paulo às 22h00, para assistência da nossa equipe.

2º dia - Dubai
Embarque no vôo EK 262 da Emirates Airlines, partindo às 01h25 com destino a Dubai. Após 14 horas de vôo direto, chegaremos no mesmo dia, à noite. Recepção e traslado ao Hotel Four Points by Sheraton Downtown ou similar.

3º dia - Dubai
Pela manhã, faremos um tour panorâmico para vivenciarmos todos os encantos desta cidade moderna, cosmopolita, com sua arquitetura arrojada e futurista e com muitos parques arborizados: é surpreendente! Afinal de contas, estamos num deserto! Em nossa visita de orientação, veremos: o bairro Deira, o principal de Dubai "velho" com seus afamados souks - o de ouro e o de especiarias; a Baniyas Road, área repleta de hotéis ao longo do "Creek", uma entrada estreita de mar, como um rio, que cruza a cidade; a Sheikh Zayed Road, área financeira que ostenta um cenário de prosperidade, de prédios altíssimos e futuristas como o Burj Dubai Tower - a Torre de Dubai, em construção, com previsão de 170 andares e que será o arranha-céu mais alto do mundo.

Conheceremos também toda a orla de Jumeirah Beach, passando pelo bairro residencial; o Mercato Mall; o Burj Al Arab Hotel - o ícone de Dubai e hotel hollywoodiano em forma de barco a vela, construído na sua própria ilha artificial e que é considerado o hotel mais caro e luxuoso do mundo e o mega-complexo Madinat Resort, com três hotéis de luxo, 1 km de praia privada, 40 restaurantes, um souk e canais venezianos. Continuando pela orla da Jumeirah Beach, encontraremos o The Palm Jumeirah, uma das três ilhas artificiais em forma de palmeira, ainda em construção, que terá desde hotéis a parque temático, e a impressionante Marina de Dubai. Veremos o novíssimo Ibn Battuta Mall e o suntuoso Mall of the Emirates, dispondo inclusive de uma pista de esqui. Retorno ao hotel e restante do dia livre. Aqueles que desejarem poderão permanecer no shopping e testar a rica e variada gastronomia, que agrada aos mais diversos paladares. Certamente o nosso guia brasileiro o estará acompanhando em todos os momentos desta jornada. Café da manhã incluído.

4º dia - Dubai
À primeira vista, a cidade ostenta todos os sinais de modernidade e riqueza, mas um olhar mais observador vai perceber que mantém ainda uma cultura enraizada nas antigas tradições islâmicas da Arábia. Enfim, um fascinante contraste entre o velho e o novo dá uma personalidade ímpar ao Emirado. No nosso city-tour de hoje, conheceremos a magnífica Mesquita de Jumeirah, bonito exemplo da milenar arquitetura islâmica. Na seqüência, entraremos no bairro mais antigo da cidade, Bur Dubai, situado ao lado oeste do Creek, seguindo até a zona histórica, Bastákia, onde ainda podem ser vistas as antigas torres de vento das casas dos ricos mercadores.

Visitaremos também o fascinante Museu de Dubai, recém construído abaixo do "Al Fahidi Fort", para conhecermos um pouco da sua história secular, antes da "Era do Petróleo". Logo após, em táxis aquáticos, os "abras", atravessaremos o Creek para visitarmos o Golden Souk e o Spice Souk, os fascinantes mercados de ouro e jóias, e de especiarias. Certamente ficaremos embevecidos com os deliciosos aromas místicos de diversas especiarias, como também estarrecidos com a grandiosidade e fantástica variedade das jóias - a preços bastante acessíveis, informa Habib! Tarde livre. Para os interessados, que tal uma aventura no deserto, chamado de "safári" localmente, em luxuosos 4x4? Uma experiência surpreendente devido ao efeito do sobe e desce das dunas de areias douradas. O tour termina com um churrasco e show com dança do ventre num acampamento beduíno. Café da manhã incluído.

5º a 8º dias - Dubai
Quatro dias inteiramente à disposição, para você usufruir, a seu gosto, o melhor de Dubai. Nosso guia brasileiro estará lhe dando todo o apoio necessário. Sugerimos um tour de dia inteiro à cidade vizinha de Abu Dhabi (150 km de Dubai), que é a capital dos Emirados Árabes Unidos, ainda mais rica que Dubai e também com seus próprios projetos fantásticos. Outra boa opção é uma visita a Sharjah - que é um pequeno emirado a apenas 15 minutos de Dubai e um dos mais bonitos.

Para quem gosta de passear em shoppings, aproveite para conhecer as dezenas de shoppings na cidade. Dubai é zona franca e com isso um paraíso para compras, desde os antigos souks até os mais diversificados centros comerciais como: a "Al Fahidi Street" conhecida como a rua dos eletrônicos; o "Naif Souk" para os produtos têxteis; sem mencionar os próprios shoppings, como "BurJuman Centre", "Mercato Mall", "Mall of the Emirates" e "Ibn Battuta Mall". Mas lembrem-se de que a tradição recomenda que se barganhe sempre. À noite, aproveite para jantar num dos agradáveis restaurantes no Souk Madinat, o ponto mais concorrido da cidade ou na grande variedade de opções em outros hotéis de luxo da cidade. Afinal, as corridas de táxis são baratas e a gastronomia é diversificada para agradar os mais diversos sabores da cozinha árabe, italiana, japonesa, francesa, indiana, chinesa e até fast food. 4 Cafés da manhã incluídos.

7 º dia - Dubai / Muscat (Oman)
Pela manhã bem cedo, traslado ao aeroporto, onde embarcaremos com destino a Muscat, a capital do Sultanato de Oman, localizada no Golfo de Oman, nas águas transparentes do Oceano Índico. Após uma hora de vôo chegaremos ainda de manhã em Muscat. Recepção e traslado ao Grand Hyatt Muscat, localizado no bairro residencial mais elegante da cidade. Tarde livre. Para os interessados,sugerimos uma visita ao souk Mutrah, um dos maiores e mais interessantes do Oriente Médio, com uma grande diversificação de maravilhosos trabalhos artesanais. Certamente o nosso guia brasileiro o estará acompanhando. Café da manhã incluído.

8º dia - Muscat (Oman)
Pela manhã, faremos um tour pela cidade, eleita (junto com Brunei e Cingapura) como uma das três cidades mais limpas do mundo. Começaremos com uma visita a Grande Mesquita, uma das maiores do mundo com cerca de 100 m. de altura. Em seguida visitaremos o Museu Bait Al Zubair, que mostra as tradições e estilo de vida durante os séculos quando Oman era um dos paises mais ricos da Ásia, resultado do comércio de incenso, considerado o mais puro do mundo. Veremos ainda o Palácio Al Alam, residência oficial do Sultão, localizado entre as duas fortalezas: Mirani e Jalali, construídas pelos portugueses durante a sua ocupação do país no século 16. Antes de retornar ao hotel passaremos pela Corniche de Mutrah e o bairro residencial mais exclusivo de Muscat, Shati Al Qurum. Tarde livre. Café da manhã incluído.

9º dia - Dubai / Muscat (Oman)
Pela manhã bem cedo, traslado ao aeroporto, onde embarcaremos com destino a Muscat, a capital do Sultanato de Oman, localizada no Golfo de Oman, nas águas transparentes do Oceano Índico. Após uma hora de vôo chegaremos ainda de manhã em Muscat. Recepção e traslado ao Grand Hyatt Muscat, localizado no bairro residencial mais elegante da cidade. Tarde livre. Para os interessados, sugerimos uma visita ao souk Mutrah, um dos maiores e mais interessantes do Oriente Médio, com uma grande diversificação de maravilhosos trabalhos artesanais. Certamente o nosso guia brasileiro o estará acompanhando. Café da manhã incluído.

10º dia - Muscat (Oman)
Pela manhã, faremos um tour pela cidade, eleita (junto com Brunei e Cingapura) como uma das três cidades mais limpas do mundo. Começaremos com uma visita à Grande Mesquita, uma das maiores do mundo com cerca de 100 m de altura. Em seguida visitaremos o Museu Bait Al Zubair, que mostra as tradições e estilo de vida durante os séculos quando Oman era um dos países mais ricos da Ásia, resultado do comércio de incenso, considerado o mais puro do mundo. Veremos ainda o Palácio Al Alam, residência oficial do Sultão, localizado entre as duas fortalezas: Mirani e Jalali, construídas pelos portugueses durante a sua ocupação do país no século XVI. Antes de retornar ao hotel passaremos pela Corniche de Mutrah e o bairro residencial mais exclusivo de Muscat, Shati Al Qurum. Tarde livre. Café da manhã incluído.

11º dia - Muscat - Nizwa e Bahla
Saída para uma excursão de dia inteiro para Nizwa, a histórica capital de Oman, nos séc. VI e VII e hoje a cidade dos artesanatos em ouro e prata. Visita à grande fortaleza redonda, construída em 1650, e logo depois, tempo livre para explorar o centro da cidade. Após o almoço, continuaremos para a mística cidade de Bahla, lugar de mitos e lendas com uma das fortalezas mais imponentes do país, atualmente fechada para reformas e onde boa parte das antigas muralhas resistiram à passagem dos séculos. A sua importância cultural foi reconhecida com sua inclusão pela UNESCO na lista de "World Heritage Sites". Na seqüência, conheceremos o Forte Jabrin, construído no século XVIII como um palácio, antes de retornar a Muscat. Café da manhã e almoço incluídos.

12º dia - Muscat (Oman) / Dubai
Traslado para o aeroporto e emba rque com destino a Dubai. Chegada em torno de meiodia, recepção e traslado ao Hotel Four Points by Sheraton Dowtown ou similar. Tarde livre para compras ou atividades independentes e tempo ainda para uma última visita aos prazerosos restaurantes de Madinat Jumeirah. Café da manhã incluído.

13º dia - Dubai / Brasil
Pela manhã bem cedo, traslado ao aeroporto, onde embarcaremos no vôo EK 261 da Emirates com destino ao Brasil. Chegada em São Paulo em torno de 19h00 do mesmo dia. Café da manhã incluído. Até uma próxima viagem!

Observações
Passeios: A ordem e os dias das visitas publicadas poderão sofrer alterações, visando um melhor aproveitamento dos passeios incluídos. Advertência: O passeio ("safári") no deserto, através das dunas em jeep, é desaconselhado para maiores de 70 anos.

SAÍDAS
Dividindo Apto. Duplo
Suplemento Individual
Redução Triplo
Dez 21
6,520
2,450
(450)
Dez 28 - Hyatt Regency
6,285
2,595
(450)
Dez 28 - Arabian Courtyard
5,775
2,120
(120)
Taxas de embarque
53
-
-
Vistos
140
-
-
Curta nosssa página
Instagran
Entre em Contato

Endereço: Rua Heitor Penteado 699 - Sumarezinho
São Paulo - Brasil - CEP: 05437-000
Telefone: 55 (11) 2601-1656
Telefone de EMERGÊNCIA: somente para passageiros em ROTA (55 11) 98961-4219
E-mail: atendimento@travelclass.com.br