Televendas: 55 (11) 2601-1656
Insira seu número que a Travel Class liga para você!

Dicas sobre o Panamá

  ROTEIRO

Jamaica Ritmo, praias e descontração na terra do reggae

“No problem.” Não há problemas na Jamaica. É isso que o passageiro vai ouvir por lá, dos hospitaleiros jamaicanos, cada vez que tiver alguma dúvida ou “achar” que tem algum problema. Em um inglês musicado, em uma das ilhas caribenhas mais cheias de swing, a vida transcorre em ritmo tranqüilo, especialmente nos muitos vilarejos beira-mar que parecem ter parado no tempo – tamanho sossego. Mas foi na Jamaica que nasceu o reggae, um dos ritmos musicais mais contagiantes do planeta e um orgulho nacional, assim como seu cantor mais famoso, Bob Marley. Muita música, lindas praias, povo simpático, alegre e de conversa fácil... Só mesmo se falassem português, para o brasileiro se sentir ainda mais em casa...





Kingston

A capital da Jamaica é uma bela cidade, com museus, endereços para compras, ótimos restaurantes, jardins e parques, muitas galerias de arte e artesanato – perfeitos para conferir a criatividade jamaicana – e, claro, lindas praias. Com tanta oferta, será preciso selecionar o que visitar, para não deixar de fora nada do fundamental. Para aprender um pouquinho sobre a história dessa ilha, o passeio pela Praça Spanish Town é um bom começo. Com um parque ao centro, o visitante pode passear por ali imaginando quem foram os conquistadores espanhóis, escravos, governadores ou piratas que já cruzaram a praça. Para seguir mergulhando na história, a visita à Devon´s House – uma das principais atrações turísticas da cidade – é uma boa dica. Monumento Nacional desde 1990, a casa tem decoração em estilo colonial, com obras de arte do Caribe, da Inglaterra e da França em seus cômodos. Entre as praias mais visitadas estão Hellshire, famosa pelo festival de verão que realiza e ao lado de  um dos primeiros vilarejos fundados na Jamaica, e Lime Cay, em outro estilo, mais próximo de uma praia deserta. Em comum, no entanto, as duas têm  o mar azul turquesa do Caribe e areias brancas e finas. Mas há duas visitas imperdíveis em Kingston. O Museu Bob Marley, no estúdio original do cantor, que abre de segunda-feira a sábado, e o Jardim Botânico Real, também conhecido como  Hope, nome do doador da área ocupada pelo parque.  O primeiro garante muitas daquelas histórias de viagens, que o passageiro vai querer contar quando voltar, enquanto a segunda visita é garantia de fotos para um álbum inteiro.



Montego Bay

Em MoBay, como é carinhosamente chamada a região, além de tudo que se espera encontrar na Jamaica, há também incríveis casas coloniais. É que MoBay foi um intenso pólo de plantação de cana-de-açúcar e as sedes das grandes fazendas produtoras estão lá. Em Good Hope é possível ver isso, mas para conferir tudo o que se construiu durante o ciclo de ouro do açúcar, a melhor visita é a Falmouth, uma das mais bem conservadas pequenas cidades da Jamaica, dona de arquitetura colonial e patrimônio histórico. Mas há atrações naturais que também não podem ser dispensadas em MoBay. Uma delas é a “selva de pedras” de Cockpit Country, um bosque de pedras com flora e fauna nativas de um cenário único. No mesmo lugar, há cavernas e cachoeiras, para completar a imersão na natureza. Glistening Waters, uma lagoa cintilante, é outra das belezas naturais jamaicanas encontradas em MoBay que merece visita, assim como o passeio em canoa até Martha Brae. Difícil vai ser escolher qual praia visitar. Quem prefere movimento e agitação, vai gostar mais da Hip Strip. Mais tranqüila e igualmente linda é a Doctor´s Cave Beach.



Negril

Há um ditado popular na Jamaica que diz que o “coração jamaicano não pára de dançar”. Em Negril, além dos corações, os corpos também não dão muita chance ao descanso, quando o assunto é dançar. A música está presente no dia-a-dia jamaicano e Negril é um dos melhores pontos para conferir isso, seja nas areias da Bloody Bay – uma baía de águas transparentes e praia de areia branquíssima – ou em Cousin´s Cove, outra das praias que conquistam o visitante. De vocação turística inegável, Negril é visitada por gente de todo o mundo.



Ocho Rios

Uma das baías mais bonitas da Jamaica, a Baia do Descobrimento, está em Ocho Ríos. O nome vem de um erro histórico-geográfico, uma vez que se acreditava ter sido esse o primeiro lugar jamaicano visitado por Cristóvão Colombo. Depois, descobriuse que o ponto correto fica a dez quilômetros dali. Pode ter havido um equívoco geográfico ali, mas erro, hoje, é não visitar as praias da baía, um dos portos naturais mais pitorescos do Caribe. Mas a principal atração de Ocho Ríos são as cachoeiras do Rio Dunn, dentro do parque que leva o nome do rio. É possível descer as quedas d´água até chegar a uma pequena praia, de águas azul-intenso: recompensa perfeita pelo esforço.

Outro passeio imperdível em Ocho Ríos é ao Dolphin Cove, uma espécie de parque aquático com aquário marinho natural. Ali, o visitante escolhe: quer nadar com golfinhos, tubarões, arraias... Construído na própria praia, o aquário é um destino completo, com opções para quem quer almoçar por ali, fazer umas comprinhas, pegar praia... Mas nada se compara à experiência de nadar, durante meia hora, com golfinhos como o treinado Micht, que só se afasta do visitante, dentro da água, depois de receber um beijo. Inesquecível, para adultos e crianças.

Ocho Ríos tem ainda uma grande feira de artesanato e boa quantidade de lojas de souvenires, em seu intenso comércio, uma vez que a cidade tem um dos principais portos de cruzeiros marítimos da Jamaica. Os turistas também encontram bares e restaurantes charmosos pelas ruas da cidade e, embora seja difícil deixar Ocho Ríos, os fãs de Bob Marley vão gostar  de saber que Nine Miles, lugar onde o cantor nasceu, está a apenas duas horas de carro dali. Em meio às montanhas, o vilarejo é endereço da casa em que Bob Marley nasceu, hoje um museu.



Você sabia que...

... que o prato mais popular do país é o ackee & salt fish? Há quem diga que é uma fruta, para outros, é um legume. Controvérsias à parte, o ackee, que parece um caju, é o ingrediente principal do prato mais popular da Jamaica. Em Kingston, o prato pode ser provado no Devonshire, restaurante que tem mesas sob as árvores da Devon House. Para quem quiser diversificar, o Gordon´s Restaurant tem comida japonesa, chinesa e coreana, também na capital da ilha.

... MoBay tem o maior festival de reggae do mundo, o Reggae Sumfest?

... os veículos circulam na mão inglesa? E embora os dólares sejam bem aceitos em grandes lojas e nos hotéis, a moeda local é o dólar jamaicano e o câmbio deve ser feito, para não perder dinheiro nas compras.

... há uma réplica do Taj Mahal em Ocho Ríos? Mas, muita calma. A réplica é na verdade um dos principais shoppings center locais, onde o visitante encontra de jóias a souvenires. Para estes últimos, no entanto, o melhor endereço em Ocho Ríos é o Craft Park, mercado aberto de segunda a sábado.

... os visitantes acabam dedicando alguns minutos para cuidar dos cabelos, em Negril? É que os penteados conhecidos aqui como “rastafáris”, de
origem jamaicana, nasceram ali. É só pedir para fazer um “trenzado” e decidir quantas conchas e búzios vai querer colocar.

... que os Resorts Sandals ou Beaches oferecem um sistema Ultra All Inclusive? Este sistema ultra all-inclusive, inclui uma variedade culinária com opções de café-da-manhã no apartamento, diversas escolhas de restaurantes tanto a la carte quanto buffet; bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Você não tem que se preocupar nem com impostos hoteleiros, muito menos com as gorjetas, já está tudo ultra all-inclusive na diária.



Jamaica

Dica de viagem:

Em Ocho Ríos, o Dolphin Cove é uma visita imperdível, para crianças e adultos. A possibilidade de nadar com tubarões, arraias e golfinhos é perfeita, mas apenas visitar o lugar, e ver de pertinho esses animais, já faz o passeio valer a pena.

Maiores informações

Nossa viagem:

Inclui passagem aérea, 07 noites de hospedagem nos Resorts Sandals ou Beaches com sistema Ultra All Inclusive, traslados e Cartão de Assistência.

Diferencial:

Em todos os resorts da Rede Sandals e Beaches na Jamaica o mergulho está incluído no sistema All Inclusive, porém os passageiros terão que portar o certificado de mergulho internacional para usufruir do beneficio.

UTILIDADES

Aeroporto: Aeroporto Internacional Norman Manley,em Kingston

Capital: Kingston

Governo: Monarquia Parlamentarista, dependente do reino Unido.

População: Cerca de 2,8 milhões de habitantes.

Cambio: 1 Dólar Americano equivale a cerca de 66.000 Dólares Jamaicanos.

Economia: Altamente dependente do mercado de serviços.

Moeda: dólar jamaicano (US$ 1 vale 70 dólares jamaicanos)

Idioma: Inglês

Visto: Não é necessário para brasileiros.

Código de telefone: 1-876

Clima: Tropical e quente.

Eletricidade: 110V

Informações Turísticas: www.visitjamaica.com

Curta nosssa página
Instagran
Entre em Contato

Endereço: Rua Heitor Penteado 699 - Sumarezinho
São Paulo - Brasil - CEP: 05437-000
Telefone: 55 (11) 2601-1656
Telefone de EMERGÊNCIA: somente para passageiros em ROTA (55 11) 98961-4219
E-mail: atendimento@travelclass.com.br