Televendas: 55 (11) 2601-1656
Insira seu número que a Travel Class liga para você!

Dicas sobre a republica Dominicana


  ROTEIRO

República Dominicana Ponto de partida para a descoberta das Américas

São mais de 1,5 mil quilômetros de praias – de areia branca, a maioria das vezes – com palmeiras por um lado e águas ora verdes, ora azuis. A República Dominicana divide-se em quatro regiões turísticas principais que, em comum, têm a descrição acima, além dos freqüentes investimentos em turismo, que fizeram o destino tornar-se um dos mais procurados para viagens de lua-de-mel – pela combinação natureza, conforto e atmosfera romântica – e por grupos específicos, como os golfistas. Para estes, há mais de 20 campos de golfe espalhados pela ilha. Punta Cana despontou primeiro para o turismo mundial, com a presença de resorts bem equipados, e Santo Domingo, a capital, sempre teve o turismo como vocação, com seu centro histórico preservado e a primeira catedral construída no Novo Mundo, a Nossa Senhora Santa Maria da Encarnação. E para os que gostam de história, vale lembrar que foi esta a ilha – que a República Dominicana divide com o Haiti – a chegada de Cristóvão Colombo nas Américas, em 1492, e é onde ele foi enterrado.





Costa Sudeste

Santo Domingo, Boca Chica e Juan Dolio

Pode parecer difícil trocar as incríveis praias dominicanas por um city-tour em Santo Domingo, mas a capital do país vale muito a pena. O preservado centro histórico local impressiona com construções como a  primeira catedral, o primeiro hospital e a primeira universidade construídos nas Américas, mas há ainda todo um conjunto de casas coloniais e igrejas em pedra, do século 16. A Rua Las Damas é uma das que devem ser percorridas, visitando-se também a Fortaleza Ozama, que leva o nome do rio que atravessa a cidade. Para completar a visita de caráter histórico, vale conferir o Mausoléu de Cristóvão Colombo, também na cidade. Santo Domingo tem também badaladíssima vida noturna, com ótimos bares e restaurantes, em locais como a Praça Espanha e é uma dessas cidades onde andar sem rumo é um passeio.

Também na região da Costa Sudeste, Juan Dolio e Boca Chica são porções especiais do litoral dominicano, cada um deles com suas particularidades. Boca Chica está mais próxima a Santo Domingo e tem praias de águas rasas, areia fina e mar transparente – algo que se repete nas praias dominicanas. Protegida por uma barreira de corais, o mar é tranqüilo e passear pela avenida que o margeia, onde estão os hotéis e resorts é um passeio inspirador. Em Juan Dolio, tem vez a tranqüilidade absoluta. Menor que a vizinha Boca Chica, a cidade tem praias espetaculares e grande oferta de excursões para cidades vizinhas,  como a capital dominicana. Mas aqui a grande atração é para os mergulhadores, que podem conferir o naufragado The Hickory.

Juan Dolio também é um dos melhores destinos do país para golfistas, com seus campos beira-mar. Entre os mais conhecidos estão o Los Marlins Golf Course, com 18 buracos e desenho do arquiteto Charles Ankrom. Também na região, a cerca de 20 minutos do Aeroporto de Santo Domingo, fica o Guavaberry Golf & Country Club, aberto em 2002. O desenho é de Gary Placer e a estrutura, com 18 buracos, é das mais procuradas pelos golfistas no país.



Costa Leste

Punta Cana, Bayahibe e La Romana

Punta Cana é a estrela do turismo internacional na República Dominicana. Mais de 30 resorts de todas as categorias, concentrados nessa região, transformaram o destino em “viagem dos sonhos” para quem quer relaxar em meio a um cenário paradisíaco e cercado de mimos e confortos. E quem não quer? Os resorts não foram parar à toa na Costa Leste do litoral dominicano. Privilegiada, a região tem praias calmas – e aquele mesmo cenário deslumbrante que combina o verde das palmeiras, o branco das areias e o azul do mar – , protegidas por arrecifes. Com isso, além da diversidade de esportes náuticos que podem ser praticados há uma rica vida marinha, que pode ser observada mesmo com snorkel, no caso dos que não mergulham. Um dos passeios mais interessantes, no entanto, é navegar nos barcos com fundo de vidro. Também na Costa Leste, Bayahibe tem praias parecidas às de Punta Cana, mas o interesse aqui é a pequena vila de pescadores, com suas casas de madeira colorida. De lá é possível ir de barco até a desabitada Ilha Catalina, com cavernas e grutas submarinas, ou até a Ilha Saona, endereço do Parque Nacional do Leste. No parque, além de tartarugas-marinhas e peixes voadores o visitante pode deparar-se, também, com golfinhos. Passeios imperdíveis.

Em Bayahibe também estão alguns dos melhores restaurantes da República Dominicana. É possível escolher entre a gastronomia local e os pratos internacionais. Quem quiser experimentar a cozinha local, não deve deixar de provar o “mangú” no café da manhã. É um dos itens mais comuns na primeira refeição do dia dos dominicanos e combina banana, queijo e bacon, garantindo energia para toda a manhã. No almoço, para seguir com as opções típicas da cozinha local, vale experimentar a “bandeira dominicana”, que combina arroz, feijão, carne e banana frita, ou o “sancocho”, uma sopa com bananas verdes e abacate, que pode levar carne ou frango. Quem gosta de risotos pode provar também o “locrio”, uma versão dominicana da paella espanhola, colorida com “achiote”, sementes da planta que leva o mesmo nome.

La Romana é o endereço do complexo turístico Casa de Campo, o mais completo do Caribe e considerado um dos melhores complexos desse tipo em todo o mundo. É destino certo de jogadores de golfe, mas os fantásticos resorts à beira-mar atraem também grande número de casais, em viagens de lua-de-mel ou celebrando datas especiais. A combinação de praias paradisíacas e resorts que esbanjam conforto fica completa com  os pequenos restaurantes que oferecem o melhor da gastronomia local e internacional, atendendo a todos os gostos. Para acrescentar charme ao destino, há um variado comércio, com grifes internacionais e artesanato dominicano.

Mas para quem realmente aprecia artesanato, a dica é incluir Altos de Chavón no roteiro. A poucos minutos de La Romana, a aldeia reúne artistas dedicados ao intercâmbio de experiência. A venda do artesanato é uma das bases de sustento do povoado, uma réplica de cidade italiana do século 14. Lojas, museu arqueológico, restaurantes, igreja colonial e uma universidade especializada em desenho completam a oferta deste charmoso – e inusitado – refúgio caribenho.



Costa Norte

Cabarete, Sosúa, Puerto Plata e Santiago

Também conhecida como Costa Âmbar, pela abundância da pedra encontrada na região, a Costa Norte da República Dominicana tem lindas praias no litoral e a segunda maior cidade do país, no interior, Santiago de los Caballeros. Santiago é um centro industrial que vai interessar em cheio aos amantes de charutos, que vão querer conferir a fabricação do produto “in loco”, nas fábricas de charuto de Santiago. A cidade é endereço também do Museu do Tabaco – onde podem ser compradas as melhores marcas do mundo – e tem uma das ruas mais animadas de todo o país, a Rua do Sol. Ali, bares, restaurantes e lojas, lado a lado, fazem a alegria dos visitantes e moradores da ilha. Para descansar do agito, o Parque Duarte, no centro da  cidade, é a sugestão.

E se a região é conhecida pela quantidade de âmbar que se encontra por lá, nada mais natural do que a pedra ter seu próprio museu. O Museu do Âmbar fica em Puerto Plata, cidade que reúne praias perfeitas e vida urbana de bom tamanho, com seus 200 mil habitantes. Tem centro histórico bem cuidado, com casas em estilo vitoriano e praias conhecidas pelo tom prateado de suas águas. Cabarete e Sosúa também são destinos litorâneos na Costa Norte. A primeira é mundialmente conhecida pelo Campeonato de Windsurfe que realiza em junho. É considerada uma das dez melhores praias do mundo para o esporte, pelos ventos fortes e por não estar protegida por barreiras de corais ou arrecifes. A Avenida Cinco é um dos endereços do agito em Cabarete, com restaurantes, bares e discotecas.

Sosúa, a apenas dez quilômetros de Puerto Plata, era uma pequena vila de pescadores que cresceu e hoje oferece infra-estrutura completa para os turistas em suas praias preservadas. Também tem campo de golfe – são 21 em todo o país – e um dos destaques é o Campo de Golf Playa Grande, aberto em 1997, com 18 buracos, sendo dez deles ao longo do Oceano Atlântico. Foi construído por Robert Trent Jones e está a apenas uma hora de Sosúa, oferecendo uma das mais belas vistas do Caribe



Costa Nordeste

Samaná

Praias intocadas são o atrativo de Samaná, na Costa Nordeste da República Dominicana. Se as praias preservadas já não fossem atrativo suficiente para levar turistas para Samaná, os visitantes mais que ilustres que as praias locais recebem durante boa parte do ano são fator decisivo. É que a região é conhecida por praias freqüentadas por baleias jubartes, que levam cada vez mais observadores dos mamíferos para lá. Além da observação de baleias, Samaná vem ganhando espaço como destino ecoturístico, graças a sua natureza exuberante, reunindo praias, cachoeiras e rios.



Você sabia que...

... os cassinos são permitidos? Não apenas permitidos, mas também um sucesso por lá, especialmente em regiões como Punta Cana, onde a oferta deles é diversificada.

... foi em Samaná, na Costa Nordeste da República Dominicana, que Cristóvão Colombo aportou pela primeira vez nas Américas.

... e é em Santo Domingo que está o mausoléu de Cristóvão Colombo? A visita pela capital dominicana é uma verdadeira aula de história, ao ar livre. É na cidade que se fabrica a cerveja Presidente, a mais popular no país. O marcante sabor justifica-se na gradação alcoólica da bebida, que tem 6% de teor alcoólico.

... La Romana é destino obrigatório para golfista? O complexo turístico Casa de Campo reúne alguns dos melhores campos de golfe do mundo, entre eles o Dye Fore e o Link, ambos desenhados por Pete Dye, com 18 buracos ao longo do Oceano Atlântico. Nas proximidades de La Romana, uma visita imperdível é à aldeia de artistas de Altos de Chavón, especialmente para quem procura artesanato original.

... o Parque Nacional do Leste é um dos mais impressionantes do país? Para chegar lá, é preciso pegar o barco em Bayahibe até a Ilha Saona, endereço do parque. Passeio imperdível, não deixe de fazer !!!

... dançar faz parte do dia-a-dia dominicano? Animados, os dominicanos adoram dançar os ritmos caribenhos, como a salsa e o merengue, este último o ritmo nacional. Bachata e reggaeton também são ouvidos nas movimentadas discotecas.

... o âmbar dominicano é considerado o mais valioso do mundo? É que o âmbar encontrado no país é até 90% mais transparente que o de outras regiões produtoras, como os países do Báltico. Além disso, na República Dominicana também podem ser encontrado âmbar de outra coloração, com tons em roxo ou mesmo os raríssimos azul e cinza.



República Dominicana

Dica de viagem:

Em Santo Domingo, o city-tour é visita certa e, em Punta Cana, não deixe de esticar pelo menos uma das noites para explorar as discotecas e dançar ao ritmo da bachata e do reggaeton.

Maiores informações

Nossa viagem:

Inclui passagem aérea em classe econômica, 06 noites de hospedagem em Punta Cana com sistema Tudo Incluído (café,almoço, jantar e bebidas ilimitadas) traslados e cartão de assistência.

Diferencial:

Numa terra de excelentes Runs, nossos passageiros serão presenteados com uma garrafa especial de um Rum Dominicano. Os passageiros que se hospedarem no Hotel Grand Flamenco em Punta Cana, terão como cortesia a entrada à famosa discoteca Mangú e um drinque de boas-vindas.

UTILIDADES

Capital: Santo Domingo

Governo: República Presidencialista

População: Cerca de 9 milhões de habitantes

Cambio: 1 Dólar Americano equivale a cerca de 33.000 Pesos Dominicanos.

Economia: Exportação deprodutos agrícolas. Mais recentemente, serviços e turismo.

Moeda: peso dominicano (US$ 1 equivale a 33 pesos dominicanos)

Idioma: Espanhol

Visto: sim, tarjeta de turismo no valor de US$ 10 e deve ser comprada no aeroporto de chegada no país

Código de telefone: 1 809

Clima: Semitropical Marítimo. A época de chuvas é de junho a novembro e a temperatura média é de 25-30ºC.

Eletricidade: 110V

Informações Turísticas: www.republicadominicana.tur.br

Curta nosssa página
Instagran
Entre em Contato

Endereço: Rua Heitor Penteado 699 - Sumarezinho
São Paulo - Brasil - CEP: 05437-000
Telefone: 55 (11) 2601-1656
Telefone de EMERGÊNCIA: somente para passageiros em ROTA (55 11) 98961-4219
E-mail: atendimento@travelclass.com.br